Bolsista da SINOVA participa do 1º Hackathon INPI

06/05/2021 11:08

O Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), vinculado ao Ministério da Economia (ME), realizou entre os dias 5 e 12 de abril, a primeira maratona de desenvolvimento de soluções tecnológicas (hackathon), com o objetivo de encontrar meios modernos para aprimorar os serviços prestados pelo Instituto.

O evento, realizado de forma totalmente virtual, contou com uma programação de palestras sobre Propriedade Intelectual, Negócios e Inovação, ministradas por profissionais do INPI e de instituições parceiras. Além de mentorias e desafios com o objetivo de instigar os participantes a desenvolverem suas ideias.

Izabelly Friedrich, estudante do curso de Direito da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e estagiária na Secretaria de Inovação da UFSC, participou do INPI Hack e definiu a maratona como “uma experiência intensa de muito aprendizado, revisão, autoconhecimento, networking e principalmente de gigantesca troca de informações com pessoas extremamente qualificadas.”

A estagiária do Departamento de Inovação da SINOVA foi convidada a compor o time 166. A equipe desenvolveu um aplicativo chamado “Meu INPI” que tem como objetivo levar o acesso à informação e o conhecimento de um forma fácil, rápida e prática a todos que tiverem interesse pelos temas: propriedade intelectual, inovação e negócios. Para conferir o vídeo do “Meu INPI”, clique aqui.

A plataforma, conta com uma tabela que fornece de forma resumida, dados do usuário com base no seu CNPJ/CPF. “Também queríamos trazer a seguridade jurídica para o usuário e por isso juntamos as principais decisões de segundo grau do próprio INPI, além das decisões do  STF e STJ em diversos casos envolvendo marcas e patentes”, conta Izabelly.

De um total de 54 equipes, a de Izabelly ficou entre as 10 melhores, ocupando o nono lugar. “Ficamos felizes com o resultado, e acima de tudo isso ganhamos uma experiência única”, comemora.

SINOVA se reúne com vice-reitora da UFSC

03/05/2021 17:22

Na manhã desta segunda-feira (03), os servidores da Secretaria de Inovação da Universidade Federal de Santa Catarina (SINOVA/UFSC) se reuniram, via vídeo-conferência, com a nova vice-reitora da UFSC. Na reunião, que durou cerca de 1 hora e meia, a equipe da SINOVA apresentou à professora Cátia Regina Silva de Carvalho Pinto, as atividades desenvolvidas pela secretaria.

Cátia Regina Silva de Carvalho Pinto, formada em Ciências Biológicas, com mestrado e doutorado em Engenharia Ambiental pela UFSC, foi designada pelo reitor Ubaldo Cesar Balthazar para assumir o cargo de vice-reitora no dia 12 de abril. A designação aconteceu após o Conselho Universitário (CUn) homologar, em sessão especial realizada no dia 9 de abril, a lista tríplice dos candidatos à função de vice-reitor. Até o momento da indicação para o cargo, professora Cátia atuava no Departamento de Engenharias da Mobilidade do Centro Tecnológico de Joinville, do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Ambiental do Centro Tecnológico (CTC) e do Mestrado Profissional em Perícias Criminais Ambientais do Centro de Ciências Biológicas (CCB). A professora foi também Diretora do Campus Joinville entre os anos de 2014 e 2020.

UFSC recebe prêmio Stemmer de Inovação em duas categorias

30/04/2021 15:40

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) foi vencedora do Prêmio Stemmer de Inovação Catarinense em duas categorias. A premiação ocorreu na terça-feira (27), pelo canal do Youtube da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação de Santa Catarina (Fapesc), realizadora do evento.

A universidade venceu o 2º lugar na categoria Agente da Inovação pelo trabalho desenvolvido pelo professor Régis Henrique Gonçalves e Silva, coordenador do Instituto de Soldagem e Mecatrônica (Labsolda), do Departamento de Engenharia Mecânica da UFSC. O professor recebeu o prêmio por ter realizado acordos de cooperação com instituições alemãs para intercâmbio de estudantes e parcerias com grandes indústrias como a WEG.

A conquista já é a segunda alcançada pelo Labsolda, que em 2017 venceu o 2º lugar do prêmio na categoria Instituição de CTI. Na ocasião, com o recurso recebido na premiação, o laboratório investiu na ampliação da infraestrutura de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação da UFSC. 

Para o professor Régis Henrique Gonçalves e Silva, é uma honra receber o prêmio que leva o nome do patrono do Departamento de Engenharia Mecânica. O professor Caspar Erich Stemmer foi diretor do Centro Tecnológico (CTC), chefe do Departamento de Engenharia Mecânica e reitor da UFSC, entre os anos de 1976 e 1980. “Alegra-me ver o reconhecimento outorgado a uma trajetória de 20 anos de dedicação exclusiva e ininterrupta à uma área, no caso à  Ciência e Tecnologia da Soldagem, permeada pelo trinômio criatividade, conhecimento, e empreendedorismo, como incentivo aos nossos futuros cientistas empreendedores e inovadores”, destaca o professor Régis.

Enquanto isso, na categoria Projeto Acadêmico Inovador, as egressas do curso de Zootecnia da UFSC, Larissa Sobolewski Magassy Baptista e Manoela Karolina Ribeiro Santos, ficaram com o 3º lugar. As alunas desenvolveram um biscoito assado para melhorar a saúde bucal dos cães.  O produto feito de extrato de romã e própolis, evita doenças causadas pela falta de escovação dos dentes dos pets e garante a higiene e o bem-estar dos animais.

A ideia surgiu no final de 2017 e foi explorada em dois Trabalhos de Conclusão de Curso (TCCs), orientados pela professora Priscila de Oliveira Moraes e co-orientados pela professora Lucélia Hauptli. Larissa Baptista desenvolveu a pesquisa laboratorial, em uma parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), em Porto Alegre. Manoela Ribeiro Santos foi responsável pela pesquisa de campo em Florianópolis, com cerca de 40 cães voluntários.

O projeto que teve início em 2018 e foi concluído em 2019, ano em que as alunas se formaram, foi financiado pelas professoras, alunas e pais que arcaram com todos os custos, desde materiais à locomoção e publicações. Todo o trabalho de produção dos biscoitos foi feito manualmente. Em breve, a pesquisa de Manoela será publicada pela revista Animal Feed Science Technology.

Sobre o prêmio

O Prêmio Inovação Catarinense – Professor Caspar Erich Stemmer é realizado pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação de Santa Catarina (Fapesc) desde 2009. Durante as 8 edições do prêmio, já  foram homenageadas mais de 100 pessoas, empresas e instituições, por se destacarem no ecossistema de inovação catarinense.

Em 2019, a Secretaria de Inovação da Universidade Federal de Santa Catarina (SINOVA/UFSC) foi uma das homenageadas e recebeu o 2º lugar na categoria ICT Inovadora, pelo projeto SINOVA UFSC Startup Mentoring.

Projeto “Observatório de Inteligência para a UFSC” tem editais abertos para seleção de bolsistas

28/04/2021 17:43

O projeto “Observatório de Inteligência para a UFSC” está com três editais abertos para seleção de bolsistas para a estruturação de um observatório de inteligência na UFSC. As vagas são destinadas para estudantes da graduação e da pós-graduação stricto sensu, em nível de mestrado e doutorado. São cinco vagas no total, disponíveis para estudantes de qualquer instituição de ensino superior. 

As vagas estão distribuídas da seguinte forma:
> 1 (uma) vaga para estudante de graduação em Design Gráfico ou áreas correlatas.

> 2 (duas) vagas para estudantes da pós-graduação stricto sensu, em nível de
mestrado, dos cursos de Economia, Estatística, Engenharias, Tecnologias ou áreas correlatas.

> 2 (duas) vagas para estudantes da pós-graduação stricto sensu, em nível de
doutorado, dos cursos de Economia, Estatística, Engenharias, Tecnologias ou áreas correlatas e Ciências da Computação, Engenharia da Computação, Sistemas de Informação, Análise e Desenvolvimento de Sistemas, ou áreas correlatas.

Para se candidatar, os interessados devem ler os editais disponíveis no site https://www.feesc.org.br/. As inscrições vão até 16/05 e deverão ser realizadas via e-mail, pelo endereço lindaufsc@gmail.com. O resultado final será divulgado dia 26/05 na página https://www.feesc.org.br/.